Marco Ferraz e Jeanine Pires falam do acordo firmado entre EUA e Brasil

13/04/2012


 
A visita da presidente Dilma Rousseff esta semana aos Estados Unidos está rendendo bons frutos para a indústria do turismo nacional. Um acordo de cooperação entre a Boeing e a Embraer foi assinado e irá beneficiar clientes, as duas empresas e a  indústria de aviação.

O anúncio da Embraer e da Boeing foi feito no mesmo dia  em que foi assinado um Memorando de Entendimento para Parceria em Aviação entre os governos brasileiro e norte-americano, que visa expandir e aprofundar a cooperação entre os dois países na aviação civil.

No setor de turismo, propriamente dito, o encontro entre os líderes dos dois países resultou no comprometimento de se adotar medidas que aumentem o fluxo de turistas entre as nações, bem como atuação em conjunto para a elaboração do Programa de Dispensa de Visto dos Estados Unidos e a lei brasileira aplicável.

De acordo com dados do governo americano, o crescimento da classe média brasileira deve resultar no acréscimo de 274% no número de turistas brasileiros em vista aos Estados Unidos até 2016. Em relação aos gastos, a estimativa é que o turista daqui deixe para a economia americana, em média, US$ 5 mil por viagem.

A Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo), juntamente com a FecomércioSP - por meio de seu Conselho de Turismo e Negócios -, comemoraram as medidas anunciadas após o encontro da presidente do Brasil com o presidente americano Barack Obama em Washington, na última segunda-feira.

O DIÁRIO DO TURISMO foi ouvir Marco Ferraz, presidente da Braztoa e Jeanine Pires, presidente do Conselho de Turismo da Fecomércio-SP, que falaram a respeito das medidas tomadas, acompanhem:

DIÁRIO: Quais são as medidas tomadas que irão aumentar o fluxo de turistas entre os EUA e Brasil?
Marco Ferraz:
Eles têm a intenção de abrir mais dois consulados – um em Porto Alegre e outro em Belo Horizonte -, a renovação dos vistos para negócios não precisa mais de agendamento e estão aumentando o número de funcionários para que as filas diminuam.

DIÁRIO : Qual a expectativa real de visitantes para os próximos anos?
Marco Ferraz
: Um americano pode gastar até 2 mil dólares por pessoa na sua viagem, 700 mil americanos a mais que vêm, vão trazer 1 bilhão e 400 milhões de dólares a mais do que estamos recebendo hoje. Por outro lado, o Brasil levou ano passado 1 milhão de meio de brasileiros pra lá. Se continuarmos no fluxo de dobrar em dois anos, chegaríamos a 3 milhões de brasileiros por lá, o que é um número bem significativo.

DIÁRIO: Qual é a estimativa do número de americanos que virão ao Brasil até o ano da Copa?
Marco Ferraz
: No ano passado, os número que tivemos foram de 700 mil americanos vindos para o Brasil. Obviamente, quando conseguirmos ter uma flexibilização nos vistos entre os dois países, em até dois anos este número dobra, ou seja, de 700 mil a gente pode ir para 1. 400 mil desde que tenhamos aviões e estrutura para tudo isso – lógico. A intenção, no último encontro entre o Obama e a Dilma, é que aumentem os voos e as rotas. 

_____________________________________________________________________________


Jeanine Pires: americanos gastaram em média US$ 1370,00 por dia em 2010

DIÁRIO - Qual o número de americanos em projeção no Brasil até 2014?

Jeanine Pires - Nós ainda não temos uma projeção até 2014, mas hoje, os americanos são o segundo país que mais envia turistas ao País. Só em 2011 foram cerca de 700 mil visitantes.

DIÁRIO - Qual a expectativa de gastos de americanos - e gastos atuais por dia?
Jeanine Pires
- Eles tiveram em 2010 um gasto médio de US$ 1370,00.

DIÁRIO - Os líderes se comprometeram a adotar medidas que aumentem o fluxo de turistas entre as nações. Que medidas são estas?
Jeanine Pires
- No encontro os líderes se comprometeram a adotar medidas que aumentem o fluxo de turistas entre as nações, bem como atuação em conjunto para a elaboração do Programa de Dispensa de Visto dos Estados Unidos e a lei brasileira aplicável. A iniciativa permite que cidadãos de ambos os países viagem sem a necessidade de visto.


Fonte: Diário do Turismo




voltar






Visa Waiver Now - 2017 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Saber